sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Cuidados para evitar afogamento

Recebi a informação e repasso por ser de utilidade pública:


"Com alguns cuidados podemos evitar o afogamento em rios, lagos e no mar. Confira as dicas e curta o verão.

Durante o verão, locais como as lagoas, cachoeiras, praias, piscinas e rios atraem muitas pessoas e podem proporcionar agradáveis momentos de lazer. Porém, alguns cuidados são importantes para que incidentes não ocorram.

Atualmente o afogamento é considerado o segundo maior causador de vítimas fatais no mundo, ficando atrás dos acidentes de trânsito. Segundo a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático, são registrados cerca de 1,47 milhões de afogamentos ao ano no Brasil, quase oito mil vítimas chegam ao óbito, sendo 65% delas crianças.

Prevenção para todas as idades

As crianças são as principais vítimas de afogamento. De acordo com o Ministério da Saúde, a principal causa de mortes e sequelas na faixa etária de zero a 14 anos de idade, são os acidentes não intencionais, como asfixia e sufocamento. Isso se deve à falta de atenção dos adultos que as deixam sozinhas, a curiosidade natural, por não saberem nadar e por se apavorarem mais facilmente que os adultos.

Já entre jovens e adultos os afogamentos são causados principalmente por ingerirem remédios ou bebidas alcoólicas antes de nadar, vítimas de trauma por terem batido a cabeça, acidentes com embarcações, ações de animais marinhos, desconhecimento do local de mergulho, excesso de confiança e exaustão de nadadores.

Confira algumas dicas e aproveite água sem correr riscos:

-Evite nadar sozinho;
-Não tome bebida alcoólica antes de entrar na água;
-Não entre na água após os lanches ou refeições;
-Fique próximo da margem;
-Não salte de locais elevados para dentro da água;
-Não tente salvar pessoas em afogamento sem estar devidamente habilitado. Prefira lançar objetos flutuantes (bolas, bóias, isopores, madeiras, pranchas e outros) ou corda. Evite o salvamento corpo a corpo;
-Não deixe as crianças sozinhas, sem a presença de um adulto responsável;
-Identifique nas proximidades a existência do salva-vidas e permaneça próximo a ele;
-Olhe a sinalização do local, pois a mesma indicará se o local é próprio para banho ou não;
-Evite brincadeiras de mau gosto como os conhecidos "caldos";
-Tome cuidado ao caminhar sobre as pedras, pois podem estar escorregadias;
-Somente conduza embarcações se for habilitado e longe dos banhistas;
-Evite brincadeiras fingindo que está se afogando;
- Em caso de emergência chame o salva-vidas mais próximo e ligue para o Corpo de Bombeiros (193)."

Fonte: Comunicação da WEG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
BlogBlogs.Com.Br