sábado, 20 de novembro de 2010

Você é a favor da ditadura?

Certo dia eu estava conversando no refeitório da empresa com um de meus colegas de trabalho sobre o período da ditadura militar no Brasil. Ele mostrou-se particularmente favorável ao período, afirmando que os militares coibiam certos excessos da sociedade atual.

As duas crises do petróleo da década de 70 lançaram por terra o chamado "milagre econômico" brasileiro, que na época crescia como a China cresce hoje. O desgaste da cúpula militar com o descontentamento popular criou o ambiente favorável para a transição do regime militar de volta à democracia.

Você lembra do general Figueiredo (veja a foto)? Lembro-me da mídia alardeando o movimento "Diretas Já" que permitiria que os brasileiros elegessem seu primeiro presidente pós regime: Tancredo Neves, que sequer chegou a assumir em função de seu falecimento.
Caso o leitor não conheça, aqui segue um link com um pouco da história do período militar.
Decidi escrever este post fazendo uma breve reflexão sobre a ditadura: seria ela de alguma forma benéfica?



Um dos argumentos apresentados por meu colega era a contenção de certos grupos "baderneiros" que hoje atrapalham o Brasil. Também não gosto de baderna, mas particularmente, sei de sociedades democráticas na América do Norte e Europa que lidam de maneira enérgica com isto e não são ditaduras.

Meu colega não mencionou, mas a censura da época regulava programas tidos como imorais nos horários onde houvesse público infantil e juvenil. Mais uma vez porém, conheço países democráticos na Europa que também adotam restrições há muito tempo com o fim de preservar seus menores.

Particularmente penso que a ditadura não se justifica por argumento algum. A concentração de poder sempre seduz e corrompe os líderes, por mais bem intencionados que possam ser (e existem ditadores bem intencionados?).

Na minha adolescência li um livro cujo resumo se encontra no link abaixo. Ele chama-se "1984" e foi escrito em 1948 como uma crítica aos regimes totalitários da época (nazismo e comunismo). Se não quiser ler o livro, recomendo a leitura do resumo. O personagem vive num mundo fictício de regimes totalitários onde a guerra é usada como desculpa para desviar a atenção do povo de sua falta de liberdade. A chamada Polícia do Pensamento controla eventuais dissidências no seio da sociedade usando uma tecnologia chamada Teletela: uma espécie de fusão entre televisão e câmera de monitoramento 24 horas.


Livro 1984 de George Orwell

Se você leu os meus posts: Sorria...você ainda vai ser observadoA ascensão do governo global no século XXI sugiro comparar com o resumo do livro. Espero que você se conscientize que o mundo está caminhando para algo muito mais trágico do George Orwell imaginou em sua ficção. Não acho que se trata de pessimismo, apenas uma projeção realista dos fatos.

Particularmente procuro manter meu otimismo olhando além desta vida terrena:
"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais infelizes desta terra." (palavras de Paulo em I Coríntios 15.19)

Um comentário:

José Américo disse...

Sou extremamente a favor do que eles dizem ditadura, o que para mim ditadura é dos parlamentares principalmente dos presos políticos que estão aí nos governando, dos traficantes que condenam, julgam e matam, dos pichadores, dos direitos humanos do trabalhador e não dos bandidos.dos que fazem apologia ao crime e as drogas O País esta entregue às baratas, não temos ordem, um desrespeito total contra todos e tudo. Naquele tempo tiínhamos ordem, agora só desordem, bagunça, roubalheira e corrupção.

Postar um comentário

 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
BlogBlogs.Com.Br