segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Xxxxxxxxxxi...Silêncio!

Num dia ensolarado me larguei por alguns momentos a caminhar e olhar para o céu azul com poucas nuvens, curtindo apenas o silêncio. Que momento agradável! Depois de um certo tempo pus-me a refletir sobre a dávida do silêncio e como está ficando difícil usufruir dele.




Uma frase que recebi de um colega (segundo ele, extraída de uma campanha publicitária do Citibank): "Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça, vírgulas significam pausas..." Só que nas vírgulas a gente arruma tanta coisa pra fazer! Twittar, postar nas redes sociais, olhar os "trocentos" emails na caixa de entrada, limpar o spam, verificar os feeds dos sites que você gosta, jogar algum jogo, assitir TV, DVD, blu-ray, atender as tarefas de rotina da casa e da família, programar aquele fim de semana, estudar, fazer cursos de aprimoramento, construir a casa, fazer aquele bico extra para melhorar a renda, tirar tempo para alguns projetos pessoais...ufa! A lista é interminável! Nada contra estas coisas! Não me interprete mal! Mas e o momento de SILÊNCIO! Cadê?

No extremo oposto do silêncio está o excesso de agitação e informação. O excesso transforma-se em ruído. Seu ouvido está programado para "filtrar" ruído. Faça o teste: entre num lugar extremamente barulhento e depois de um certo tempo saia. Você sentirá seu ouvido "tapado". É um mecanismo de defesa do seu corpo para atenuar a agressão causada ao ouvido pelo barulho intenso!


E por falar em informação, há também a informação distorcida...Talvez você já tenha lido a fábula do pastorzinho e o lobo. Se quiser lê-lo na íntegra, segue o link. De tanto mentir aos aldeões da história, sua mensagem perdeu crédito e quando, de fato, queria dizer algo verdadeiro, ninguém lhe deu atenção.

Querendo ou não, estamos submersos em excesso de informação. E quantas teorias conspiratórias! Quais destas teorias são de fato relevantes? Veja este email que recebi certa vez para rir e refletir:

"Quero agradecer a todos pelos e-mails educativos que recebi. 
Graças a eles: 

Eu não abro mais a porta do banheiro sem usar uma toalha de papel nas mãos; não bebo mais refrigerante com rodelas de limão ou laranja sem me preocupar com os milhares de bactérias na casca; 
Eu não consigo mais usar o controle remoto em quartos de hotelporque não sei o que a última pessoa estava fazendo enquanto navegava nos canais adultos; 
Eu tenho aversão a apertar a mão de alguém que estava dirigindo porque o passatempo predileto de alguém dirigindo é cutucar o nariz; 
Eu não consigo pegar numa bolsa de mulher com medo de que ela a tenha colocado no chão de um banheiro público; 
Eu tenho de mandar um agradecimento especial para quem me enviou uma mensagem falando do cocô de rato na cola de envelopes porque agora eu uso uma esponja úmida para cada envelope que precisa ser selado. 
Pela mesma razão, escovo vigorosamente cada latinha antes de abri-la; 
Eu não tenho mais economias porque dei para uma menina doente, que está para morrer pela centésima vez. 
Eu não tenho mais dinheiro mas isto vai mudar quando eu receber os 15.000 dólares que o Bill Gates/Microsoft e AOL vão me mandar por participar no programa especial de e-mail
Eu não me preocupo mais com minha alma porque eu tenho trezentos anjos olhando por mim, e a novena de Santa Teresa atendeu a todos os meus desejos. 
Eu não posso mais beber um drink num bar porque posso acordar numa banheira cheia de gelo sem meus rins. 
Eu não posso mais usar desodorantes cancerígenos mesmo fedendo como um gambá num dia quente. 
GRAÇAS A VOCÊS aprendi que minhas preces só serão atendidas se eu enviar um e-mail para 7 dos meus amigos e formular um desejo em 5 minutos. 
GRAÇAS Á SUA PREOCUPAÇÃO eu não bebo mais Coca Cola porque ela é capaz de remover manchas em privadas. 
Eu não abasteço mais o carro sem ter alguém vigiando o carro, para que um serial killer não entre no banco de trás enquanto eu estou abastecendo. 
E OBRIGADO POR ME AVISAR que eu não posso esquentar um copo de água no microondas porque pode estourar na minha cara... e me desfigurar para o resto da vida. 
Eu não vou mais ao cinema porque me disseram que eu posso ser picadopor um alfinete infectado com AIDS quando eu sentar. 
Eu não vou mais a shopping centers porque alguém pode me drogar com uma amostra de perfume e me roubar. 
Eu não recebo mais pacotes da UPS ou FedEx porque na realidade os entregadores são agentes disfarçados da Al Qaeda. 
E eu não atendo mais telefones porque alguém vai me pedir que disque um número pelo qual eu vou receber uma conta com chamadas para a Jamaica, Uganda, Cingapura e Usbequistão. 
GRAÇAS A VOCÊ eu não uso outra privada senão a minha, porque uma enorme cobra preta pode estar escondida dentro da privada e me matar instantaneamente quando picar minha bunda. 
E GRAÇAS AO SEU ÓTIMO CONSELHO eu não me abaixo mais para pegar uma moeda caída no chão do estacionamento porque provavelmente foi colocada lá por um tarado sexual que estará esperando pra me agarrar por trás quando eu me abaixar... 
Eu não dirijo mais meu carro porque, comprando gasolina de algumas empresas, estou apoiando a Al Qaeda, e se comprar das outras companhias, estou apoiando os ditadores sul-americanos. 
Eu não mexo mais no meu jardim porque tenho medo de ser picado por determinada aranha de jardins e perder minha mão por gangrena. 
Se você não mandar este e-mail para pelo menos 144,000 pessoas nos próximos 70 minutos, uma pomba grande com diarréia vai pousar em sua cabeça às 17:00horas amanhã à tarde, e as moscas de 120 camelos vão infestar suas costas, causando o crescimento de uma enorme corcunda cabeluda. Eu sei que isto vai acontecer porque aconteceu com a cabelereira da melhor amiga do segundo marido da prima da sogra de minha vizinha.... "

Mentiras frequentes e excesso de informação tornam-nos insensíveis ao que nossos ouvidos recebem. O bloqueio é instintivo, nos protege de sermos enganados e livra-nos do stress do excesso de pensamentos. Mas também acaba nos privando de verdades salvadoras, como no conto do pastorzinho. Quando ele quis de fato salvar as ovelhas do desastre iminente, já não encontrou quem estivesse disposto a ouví-lo.

Há uma palavra na poesia judaica dos Salmos que me chama a atenção mais do que um turbilhão de informações: ela é transliterada normalmente como "Selá". O "Selá" era uma pausa entre uma parte do cântico e outra com o objetivo de se promover um silêncio reflexivo. Que interessante né? Qual foi a última vez que você ficou absorto em silêncio? Nosso organismo digere alimento aos poucos e se a comida passa muito rapidamente pelo intestino, acaba não fornecendo os nutrientes de que precisamos. Nesta condição, poderíamos até comer muito, mas não ficaríamos nutridos! Se muitos pensamentos agitam nossa mente, não absorvemos o que há de bom e descartamos quase tudo! Muitos chamam esta reflexão silenciosa de MEDITAÇÃO.

Certo personagem bíblico chamado Elias estava muito deprimido e agitado, tendo fugido de tudo e de todos. Deus marca um encontro com ele numa caverna em uma montanha distante. Antes porém de se revelar, a história narra que passou um forte vento, um terremoto e um incêndio. Mas Deus não se revelou em nada destas coisas barulhentas e estrondosas. Quando porém, soprou uma brisa suave, Elias percebe que Deus vem ali para falar com ele. Gosto desta história, por que me faz entender que Deus não costuma ser audível quando há muito ruído em redor. Ele parece preferir falar baixinho! Talvez por isso a maioria das pessoas (incluindo boa parte dos religiosos) já não consegue percebê-lo, mesmo que insistam em falar em nome Dele.

"Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará" (Evangelho de Mateus 6.6.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
BlogBlogs.Com.Br